Vigorexia: a obsessão dos músculos post image

Vigorexia: a obsessão dos músculos

Desejo maníaco de ser musculoso — eis a fobia que leva homens e rapazes a fazerem qualquer sacrifício para se "tornarem maiores". Causas, sintomas e diagnóstico.

Por que as pessoas não gostam do seu corpo?

É curioso notar que o aumento constante do número de academias acompanha a queda gradual do número de pessoas satisfeitas com o seu corpo: em 1972, 15% dos homens americanos estavam insatisfeitos com a sua aparência, já em 1997 esse valor atingia os 43%(1).

Entre os adolescentes esse nível chega aos 80%(2) e é precisamente a rejeição (ou até mesmo o ódio) do seu próprio corpo que os leva para o esporte. No entanto, depois de melhorar a sua figura eles nem sempre resolvem os problemas psicológicos, continuando a acreditar que o problema está todo nos músculos.

A história de Scott

Os autores do livro The Adônis Complex entrevistaram o jovem Scott, de 25 anos de idade(3). A sua altura era 1,78 m, peso — 83 kg e o nível de gordura — 7%. O perímetro do peito era 120 centímetros e da cintura — 80 cm. Scott possui um abdômen perfeito e ombros fortes.

Scott : “Eu comecei a fazer musculação na faculdade. Me lembro de como me olhava no espelho e percebia odiar o meu corpo fraco e franzino. Então comecei a frequentar a academia todo dia, comecei a prestar mais atenção ao que comia e tinha medo de voltar a ser um pedaço de banha”.

A obsessão da academia

Scott: “Nos dias em que eu não tenho oportunidade de malhar, eu fico pirado e acredito estar vendo a perda muscular imediata. Certa vez, quando eu e minha namorada fomos de férias, ficamos em um hotel que não tinha ginásio e aí eu malhava mesmo no quarto pois tinha levado os halteres comigo”.

“A minha namorada me dizia muitas vezes que eu tinha uma obsessão anormal com os meus treinos e regime. No final, ela me deixou, apesar de que eu a amava mesmo muito. Para ser sincero, eu acho que ela me trocou por outro cara. Mais musculoso”.

Leia também:

O uso generalizado dos esteroides começou nos EUA, na década de oitenta, na época em que os anabolizantes eram vendidos quase livremente.

Síndrome de Adônis: a obsessão dos músculos

O transtorno descrito acima tem o nome de vigorexia (bigorexia nervosa) ou dismorfia muscular. Além disso, às vezes a vigorexia também é conhecida por complexo de Adônis, em homenagem ao deus grego com este nome que tinha uma beleza fora do comum.

A principal característica da vigorexia é que ela é o reflexo espelhado da anorexia — a pessoa se vê excessivamente magra e começa a ter uma procura maníaca por ganhar músculos. No entanto, mesmo quando o corpo já está musculoso, a pessoa continua a se ver “insuficiente grande”.

É uma fobia é comum?

Existem cerca de 3 milhões de homens nos EUA que usam esteroides anabolizantes para aumentar a massa muscular. Aproximadamente 5% dos adolescentes com menos de 16 anos já tentou esteroides(4). Infelizmente não existem dados relativos à disseminação da vigorexia nos outros países.

Não dá para imaginar quantos homens que malham nas academias sentem peso na consciência sempre que comem uma fatia de pizza ou perdem um dia de malhação. Não dá para imaginar quantos deles acreditam que serão amados apenas se tiverem um abdômen e peito perfeitos.

Causas

Tem três fatores que levam à vigorexia: em primeiro lugar, uma predisposição genética para o desenvolvimento de fobias, em segundo lugar, comentários pouco abonatórios das pessoas à volta durante a adolescência e, em terceiro lugar, a pressão cada vez mais forte dos mídia ao criarem a imagem do macho musculoso.

De acordo com uma pesquisa dos leitores da FitSeven, 78% deles acredita que é precisamente por culpa da mídia que os adolescentes modernos estão dispostos a ir até às últimas consequências para ganharem músculos(5). Sendo que, ao que tudo indica, para eles, um corpo musculoso significa ficar mais adulto um destacar a masculinidade.

Existe cura para a vigorixia?

O primeiro passo para curar esse distúrbio psicológico é a percepção de que você está sob a influência daquilo que lhe é imposto pelas opiniões dos outros, que dizem como o seu corpo deve ser, quantos músculos e gordura deveria haver nele.

Quando você é dos primeiros a chegar de manhã cedido à academia, assim que esta abre (ou quando procura na internet informações sobre tratamentos de esteroides), é importante se perguntar para que precisa disso. Se quer fazer isso apenas para aumentar a autoestima, então o melhor é consultar um psicólogo.

***

Ao falar dos problemas da vigorexia neste artigo e em artigos posteriores, ao discutir os sintomas da fobia e suas causas, queremos alertar os nossos leitores para o uso de estratégias perigosas de treino e substâncias proibidas apenas para criar um “corpo bonito”.

Leia mais:

Fontes:

  1. Psychology today, #20 (1998), #7 (1973)
  2. ‘Body Image, Self-esteem, and Depression-Proneness, Journal of Personality Assessment.
  3. The Adonis Complex, 2000, source
  4. Teen Steroid, Supplement Use Targeted, source
  5. Enquete aos leitores da FitSeven Rússia, source

Data da primeira edição:

  • 28 de novembro de 2013

Adicionar novo comentário: