Como correr corretamente? post image

Como correr corretamente?

Resultados de pesquisas recentes: Como executar o tênis técnica de correr descalço, e como executar corretamente e com segurança. Técnicas modernas de corrida.

Correr: é bom ou ruim?

Daniel Lieberman, professor da Universidade de Harvard, Estados Unidos da América, estuda o impacto da corrida sobre a saúde das articulações e concluiu que correr com tênis pode formar uma técnica perigosa. Correr é útil, mas só descalço ou com sapatos baixos(1).

O Dr. Lieberman acredita que a percepção moderna necessária para correr e os acessórios necessários para a corrida (roupas especiais e tênis) são coisas impostas pela publicidade – durante milhares de anos as pessoas correram sem esses itens que, provavelmente, não são precisos para nada.

Do coletor ao caçador

De acordo com a teoria do desenvolvimento humano de Darwin (Seleção natural), os nossos pés eram originalmente mais usados para subir em árvores e andar devagar, porém, como muitas vezes se tornava necessário perseguir a caça, o homem aprendeu a correr.

Muitos animais de grande porte não conseguem correr muito por muito tempo – depois de 15 minutos de corrida rápida, a gazela fica exausta e perde velocidade, tornando-se presa fácil. É por isso que a natureza humana está mais adaptada para a corrida de tipo maratona e não corrida de velocidade(2).

Técnicas modernas de corrida

A corrida é uma atividade humana habitual com quase dois milhões de anos: a natureza e evolução cuidaram de nos dar pernas e pés com organização ideal para executar o processo mecânico de correr e sobrecarregar os joelhos ao mínimo.

Os modernos tênis de corrida não apareceram há muito tempo — o primeiro par surgiu em meados 1960. Graças à influência da publicidade, a ideia de que correr sem tênis era simplesmente impossível, todos os anos surgem no mercado novos tênis com tecnologia melhorada.

Leia também:

Cinco regras básicas para selecionar o tênis de corrida ideal – tudo o que precisa saber para escolher o melhor calçado de corrida para você.

As pesquisas do Dr. Lieberman

Determinação dos pontos de tangência da superfície do pé, os cientistas conseguiram criar um gráfico que recria este momento de sobrecarga. Em seguida, eles compararam a corrida de corredores profissionais, pessoas comuns e nativos africanos que correm sempre descalços(2).

Estudos demonstraram que correr descalço é, para o organismo, significativamente diferente do que correr com tênis, já que este amortece o pé e cria um suporte adicional para o calcanhar. Aparentemente, os tênis podem alterar a técnica de execução da corrida, tornando-a mais traumática.

Carga no pé durante a corrida

O pé toca o chão utilizando uma das três formas: 1) o pé “aterrissa” com o calcanhar, 2) o calcanhar e a ponta do pé tocam o chão ao mesmo tempo, 3) o pé pisa o chão primeiro com a ponta da frente. A maioria dos velocistas assenta o pé no chão precisamente pousando em primeiro lugar a ponta do pé, já 75-80% dos maratonistas assenta primeiro o calcanhar.

A técnica de corrida dos nativos africanos, que correm descalços, faz com que a primeira coisa a pousar na terra seja a ‘almofadinha’ logo a seguir aos dedos externos do pé, depois baixam a ponta dos dedos e, por fim, o calcanhar. Na sua essência, o pé absorve assim automaticamente o impacto da batida na superfície.

Carga perigosa nos joelhos

O pé praticamente não absorve o impacto do choque contra o chão se o ponto de aproximação primário for o calcanhar e, nesse caso, toda a carga do peso passa para a perna e o joelho. Cientistas calcularam que este impacto será equivalente ao impacto de uma marretada no calcanhar com o dobro do nosso peso corporal.

A comparação entre os nativos africanos, que sempre correram descalços, e aqueles que sempre correram de tênis (e que sempre pousam primeiro o calcanhar ou a parte lateral do pé) mas que, para efeito do estudo, se descalçaram, mostrou que estes últimos submetem o pé a uma carga sete vezes maior.

Técnica certa para correr bem

Na corrida executada com o toque inicial da ponta do pé na superfície do solo, a carga exercida sobre o pé, o joelho e a perna é cerca de três vezes menor do que quando se utilizam outras técnicas de corrida. Os tênis, por sua vez, levam muitas vezes os corredores a executar o pouso de pé de forma diferente.

O tênis de corrida, ao amortizar o impacto do choque do calcanhar contra o solo, reduz apenas parcialmente os danos de uma técnica de corrida incorreta. O Dr. Daniel Lieberman acredita que correr sem tênis gera boa técnica e é mais segura para os joelhos.

***

A técnica de corrida mais segura para o joelho é aquela onde o pé encontra o chão não com o calcanhar, mas com a sua ponta joelho. Os tênis podem ajudar a formar técnica perigosa ao impor a colocação inicial do calcanhar no chão. Quando estiver correndo, tome sempre atenção à forma como pousa o seu pé.

Fontes:

  1. Biomechanics of Foot Strikes & Applications to Running Barefoot or in Minimal Footwear, Daniel E. Lieberman, Madhusudhan Venkadesan, Adam I. Daoud, William A. Werbel, source
  2. New Study by Dr. Daniel Lieberman on Barefoot Running Makes Cover Story in Nature Journal, source
  3. Barefoot Running: How Humans Ran Comfortably and Safely Before the Invention of Shoes, source

Data da primeira edição:

  • 20 de novembro 2013

Adicionar novo comentário: