Sauna e musculação post image

Sauna e musculação

Por que depois de um treino a sauna tem um impacto negativo sobre o crescimento muscular? Dicas para efetuar corretamente o treino e tudo sobre os benefícios da ducha de contraste.

Esfriar após o treino

Não só muitos dos que treinam, mas também muitos treinadores acreditam que a sauna depois de um treino melhora o fluxo sanguíneo nos músculos e ativa os processos de eliminação do ácido lático, o que, em última instância, aceleraria a recuperação muscular.

Além disso, a grande maioria das pessoas acredita que a sauna é capaz de curar muitas doenças e que geralmente tem um efeito milagroso sobre a saúde. A verdade é que o efeito positivo da sauna é bastante sobrevalorizado.

Efeito benéfico da sauna

O centro de pesquisas Kaiser Permanente mostrou que a alta temperatura da sauna provoca a produção de serotonina e endorfina, que se expressa numa melhoria do bem-estar e numa sensação de euforia(1).

Este mesmo estudo mostrou que a produção dos hormônios acima referidos reduz a tensão muscular e pode até aliviar a dor. Por outras palavras, a sauna tem, de fato, um efeito relaxante. Mas será que isso influencia a recuperação?

Será que a sauna traz mesmo benefícios para a saúde?

Apesar de a sauna ter um efeito emocional positivo que se caracteriza, entre outras coisas, em uma prazeirosa sensação de relaxamento, os estudos não encontraram evidências de ligação entre as altas temperaturas e a melhoria geral do estado de saúde.

No que diz respeito ao restabelecimento muscular, investigadores da Harvard Medical School concluíram(2) que a sauna reduz a quantidade de sangue fornecido aos órgãos internos e aos músculos, uma vez que a temperatura alta leva, antes de mais, ao aumento do fluxo de sangue na pele.

Veja também:

O que significa “recuperação ativa” e por que ela turbina o crescimento muscular? Suplementos para a recuperação.

A sauna e a eliminação de toxinas

Um outro mito bem popular é que a transpiração provocada pelas altas temperaturas da sauna ajudaria o organismo a se libertar das toxinas, a transformar mais rapidamente o ácido lático, que, supostamente, também influenciaria o aceleramento dos processos regenerativos do músculo.

Mas uma pesquisa da University of Alabama at Birmingham mostrou(2) que esta produção excessiva de suor provoca apenas a desidratação e que de forma alguma está relacionado com a eliminação de toxinas ou com quaisquer outros processos curativos.

A cura pela sauna

O Dr. Hurley Simon, editor-chefe da revista médica Harvard Men’s Health Watch afirma(3) que a sauna acaba sendo mais nociva do que benéfica para o nosso organismo. Isto é especialmente válido para as pessoas de mais idade e para gestantes.

“Quando você está numa sauna a 80-100°C a temperatura da pele sobe para os 40°C, a pressão arterial acelera descontroladamente e o pulso aumenta em 30% – tudo isto pode levar ao agravamento de doenças crônicas” – lembra o médico.

Sauna depois do treino

Como se sabe, depois que treinamos se abre aquilo a que chamamos de “janela anabólica” – um período em que o corpo precisa de carboidratos e proteínas para a recuperação muscular. Mas estudos mostram(4) que as altas temperaturas têm um efeito negativo sobre a síntese das proteínas.

Temperaturas acima dos 30°C retardam a síntese de glicogênio, reduzindo, assim, a disponibilidade de nutrientes para restaurar o tecido muscular. Por outras palavras, depois de um treino, a sauna mais depressa prejudica o crescimento muscular do que o ajuda.

Como terminar o treino?

Estudos da University of Picardie mostram que lavar o rosto com água fria logo após o treino de força é uma das melhores maneiras de reduzir a pressão arterial, normalizar o funcionamento do organismo e ativar os processos de restabelecimento(5).

Este método aparentemente simples aumenta significativamente a disponibilidade de oxigênio para os tecidos e revigora o corpo inteiro. Além disso, uma ducha de contraste (frio) depois do treino terá um impacto ainda mais positivo sobre o processo de crescimento muscular.

***

Nem a sauna tradicional nem a infravermelha têm poder para acelerar a recuperação muscular e eliminar as toxinas do organismo. Além disso, uma das melhores maneiras de atuar sobre o processo de crescimento muscular é tomar uma ducha fria depois do treino.

Referências:

  1. Robert Ornstein, PhD and David Sobel, MD: Healthy Pleasures. New York: Addison-Wesley, fonte
  2. A Sauna & Muscle Recovery, Shannon George, fonte
  3. Sauna Health Benefits : Are saunas healthy or harmful?, fonte
  4. Naperalsky M, Ruby B, Slivka D. Environmental Temperature and Glycogen Resynthesis. Int J Sports Med., fonte
  5. Al Haddad H, Laursen PB, Ahmaidi S, Buchheit M. Influence of cold water face immersion on post-exercise parasympathetic reactivation. Eur J Appl Physiol., fonte

Data da primeira edição:

  • 19 de augusto de 2012

Adicionar novo comentário: