Como se medir post image

Como se medir

Por que é importante não apenas se pesar, mas tirar as medidas dos principais músculos, se queremos acompanhar o progresso dos treinos? Tudo sobre como fazer corretamente as medições.

Como avaliar o resultado do treino?

Para avaliar o sucesso do treino de força recorre-se na maioria das vezes à balança convencional para poder comparar o peso corporal com uma certa frequência. Se não se registrarem quaisquer alterações no peso, muitos ficarão chateados, achando que não estão progredindo.

Este método não é infalível, uma vez que não nos permite saber devido a quê o peso aumentou ou diminuiu: se devido ao músculo, à gordura ou até mesmo à água. Além disso, lembre-se que as várias fórmulas existentes do “peso ideal” são, no fundo, inúteis.

Por que eu preciso me medir?

Medir o volume de seu corpo é uma forma muito mais precisa de avaliação da eficácia do seu programa ou rotina de treino. Use uma fita métrica para tirar as medidas do seu busto, cintura, largura dos braços e pernas, enfim, para ver se os seus músculos estão, de fato, crescendo.

Se estiver malhando no duro e comendo bastante e, mesmo assim, já faz alguns meses que não registra quaisquer alterações das medidas básicas do seu corpo, isso é sinal de que está na hora de alterar o seu programa de treino. Mesmo se o peso total do seu corpo aumentou.

Com que frequência devo me medir?

Basta fazer a medição completa do seu corpo uma vez a cada várias semanas. Se tirar as medidas com mais frequência do que uma vez a cada duas semanas, você pode não notar nenhuma diferença significativa, já que os músculos não crescem assim tão rápido.

A principal regra para a medição corporal é que ela deve ser sempre efetuada de modo igual, passando a fita métrica sempre no mesmo local, e, também, tente medir o mais objetivamente possível, sem se enganar a si mesmo.

Como tirar corretamente as medidas

Tire as medidas do seu corpo sempre da parte da manhã, logo após usar o banheiro. Medir-se no final no dia não é recomendado, já que pode haver um ligeiro inchaço nas pernas, bem como um aumento do peso corporal devido aos alimentos ingeridos ao longo do dia.

Também não é recomendado que se meça imediatamente após o treino de força, quando os músculos estão mais volumosos devido ao fluxo de sangue. Essas medições são mais para autoengano que para registrar o resultado real.

Onde devemos medir os nossos músculos?

A primeira coisa que deve fazer é pesar-se. Em segundo lugar, meça então os ombros, o peito e a cintura. A medição do peito é feita no nível dos mamilos após uma inspiração, para medir a cintura passe a fita métrica ao nível do umbigo e respire normalmente. Fica faltando medir os músculos principais.

Para medir o bíceps não faça força: dobre o braço e passe a fita métrica no ponto mais largo do músculo, o antebraço deve ser medido com o punho fechado e no meio do braço, para medir o quadril deve estar sentado e passar a fita pelo meio das pernas, a medição das panturrilhas é feita de pé, em picos de pé, igualmente no meio. Além disso, costuma também se medir o perímetro do pescoço.

Como fazer corretamente as medições?

Tente não forçar os músculos durante o processo de medição e não fazer inspirações ou expirações profundas quando estiver medindo o peito e a cintura, para evitar desse modo aumentar o volume do peito e registrar um valor acima do verdadeiro. Aqui a objetividade é mais importante.

Para efetuar as medições pode utilizar uma fita métrica comum ou uma simples tira de papel, sem graduação marcada. Neste caso, deve primeiro registrar o perímetro do peito e só depois calcular o valor com a ajuda de uma régua. Este último método é mais objetivo.

Como medir os níveis de gordura?

Uma parte importante das medições é o cálculo da gordura corporal. Este tipo de medição é que irá mostrar a real causa do seu aumento ou perda de peso: se ele se deve à alteração no músculo ou no tecido adiposo.

Para medir o nível de gordura no corpo pode utilizar um dispositivo mecânico (um paquímetro ou grampo de plástico), instrumentos eletrônicos especiais ou, ainda, uma balança com analisador de composição corporal.

***

O registro dos parâmetros corporais é a principal forma de avaliar o progresso do treino de força. É necessário registrar o peso, o percentual de gordura no organismo, a largura dos ombros, as medidas do peito, da cintura, dos quadris, do bíceps e a largura do braço, quadril e panturrilha.

Data da primeira edição:

  • 5 de maio de 2013

Adicionar novo comentário: