Operação Biquíni: 1ª semana post image

Operação Biquíni: 1ª semana

Novo projeto da FitSeven: dicas para as garotas conseguirem aquele corpo firme e enxuto que sempre quiseram. Tema da primeira semana: a diferença entre o metabolismo masculino e feminino.

1: Diferenças na constituição corporal

O corpo do homem mediano não esportista pesa 70 kg, dos quais 30 são músculo, 10 kg são osso e outros 10 kg são gordura (cerca de 14% do peso)(3). O organismo da mulher mediana pesa 57 kg, dos quais 20 kg são de músculos, 7 kg são osso e 15 kg são gordura (cerca de 26% do peso total do corpo).

Se o percentual saudável da relação da massa de gordura corporal em relação ao peso total do corpo dos homens é de 12-20%, nas mulheres essa relação saudável ronda o intervalo entre os 20-30%(1). Um nível de gordura igual a 10% de gordura corporal no corpo de uma mulher é equivalente a um estado de subnutrição.

2: O metabolismo das gorduras

A existência de uma maior quantidade de gordura corporal no organismo feminino se explica pela preparação do corpo da mulher para uma eventual gravidez. Assim, de acordo com uma das teorias existentes, a gordura acumulada no quadril é a principal forma de acumulação de nutrientes para o feto(3).

Dada a importância estratégica da gordura, o corpo feminino fica relutante em gastar uma substância tão importante durante o treinamento, preferindo trabalhar com base na glicose. A estratégia para aumentar o envolvimento da gordura no metabolismo é cortando a quantidade de carboidratos na dieta.

3: Dose diária de energia

Normalmente, as mulheres precisam de bem menos calorias para garantir o funcionamento normal do metabolismo. Ao contrário dos músculos, que gastam calorias mesmo quando a pessoa dorme, a gordura é um tecido “passivo” que não requer nenhuma energia para ser mantida.

Uma das maneiras mais eficazes de aumentar a necessidade do corpo por calorias é aumentando a massa muscular. Para isso, é importante a garota superar a barreira psicológica e esquecer o medo de ficar bombada demais e parecida com um monstro.

4: Estratégia para queimar gordura

Apesar de, a nível fisiológico, a gordura masculina e feminina serem absolutamente idênticas, devido às suas particularidades hormonais, os homens têm tendência a armazenar gordura nos órgãos internos (quem nunca viu uma barriga ‘de cerveja’), enquanto o corpo da mulher armazena diretamente debaixo da pele(4).

A FitSeven já referiu, na série de material de “Como perder barriga“, que a melhor estratégia para combater a gordura visceral é a prática do cárdio. Por outro lado, para combater a gordura subcutânea o treinamento anaeróbio é mais adequado, isto é, o treinamento de força e treinamento de alta intensidade HIIT.

5: Corpo flexível através do ganho muscular

O aumento da massa muscular, mesmo em apenas alguns quilos, traz muitos benefícios para o corpo feminino. Em primeiro lugar, aumenta a necessidade de calorias no corpo para manter o metabolismo; em segundo lugar, normaliza os hormônios.

Em terceiro lugar, o processo de treinamento de força ensina a utilizar tanto a glicose, como os ácidos graxos livres, otimizando a queima de gordura. Além disso, só é possível conseguir um corpo flexível e enxuto com treinamento muscular.

6: Exposição ao estresse

O corpo feminino é mais suscetível ao cortisol, o hormônio do estresse. Altos níveis de cortisol reduzem a utilização das reservas corporais de gordura, provocam uma sensação de fadiga constante e aumentam o apetite. Tudo isso leva ao ganho de peso.

Aulas de Ioga e Pilates, classes para dominar a arte de controlar suas emoções e diminuir a irritação é um passo importante para ajudar as mulheres a criarem um corpo tonificado e atlético. Outra vantagem importante deste tipo de treinamento é que ele ajuda a criar uma postura correta.

7: Resistência do corpo às dietas

Se o corpo masculino responde positivamente à dieta com grande redução de calorias e até mesmo a intervalos periódicos de jejum (uma das vantagens é que aumenta o nível de testosterona), já o corpo feminino, em resposta a essa tática, aumenta drasticamente os níveis de leptina e cortisol.

Apesar de as dietas serem tradicionalmente consideradas um ” tema de mulheres”, este é um dos maiores equívocos da compreensão atual do fitness. Na realidade, para reduzir o peso se recomenda que as mulheres respeitem a norma diária de calorias e não que a reduzam drasticamente.

***

Uma estratégia eficaz para as garotas perderem peso e criarem um corpo flexível e enxuto é combinar razoavelmente treinamento de força e treinamento aeróbico, restringir os carboidratos na dieta, bem como respeitar as necessidades diárias de calorias e não cortá-las drasticamente.

Fontes:

  1. Gender Differences in Metabolism, fonte
  2. Healthy body weights: an alternative perspective, fonte
  3. 5 Critical Ways a Woman’s Metabolism Differs From a Man’s, fonte
  4. Why is Stubborn Fat Stubborn?, fonte

Data da primeira edição:

  • 16 de junho de 2014

Adicionar novo comentário: