Dieta CKD: reinício post image

Dieta CKD: reinício

A fase final da dieta keto cíclica é a do reinício do metabolismo. Tudo sobre como fazer a transição da fase anabólica de crescimento muscular para a queima de gordura.

As alterações metabólicas

O treinamento de força  feito durante a ingestão limitada de carboidratos faz com que o organismo use a gordura armazenada como energia para os músculos. É importante frisar que na dieta e treinamento normais este processo está minimizado e que o corpo nunca constrói músculo a partir da gordura.

Além disso, graças à combinação da fase de carga de carboidratos com o treino puxado no sábado, já depois de alguns ciclos de dieta CKD, aumenta o nível de utilização dos carboidratos, principalmente por parte do tecido muscular e não da gordura. Na sua essência, o corpo deixa de armazenar gordura.

Dieta CKD: fase final

O treino de sábado, realizado imediatamente após a fase de carga de carboidratos, teve como objetivo comutar o corpo de regime de dieta, com o normal consumo mínimo das reservas energéticas, para o modo de crescimento muscular, com turbinação do trabalho do metabolismo muscular.

A terceira e última fase da dieta keto cíclica, que se prolonga pelo sábado e domingo, cria condições ideais para os processos de recuperação e crescimento dos músculos. Após um período de alimentação normal no final de semana, a dieta se repete, retornando na segunda-feira à fase cetogênica.

Plano de refeições do sábado

Logo após é o treinamento de sábado é necessário tomar uma porção padrão de gainer ou 40-50 gramas de carboidratos e 15-20 gramas de proteína isolada. Essa quantidade de nutrientes ajuda da melhor maneira o corpo a ativar o crescimento muscular anabólico.

No sábado pode comer o que quiser, já que é psicologicamente importante dar-se uma pausa nesta dieta complexa. A regra principal é não comer nada de fast food, comida muito gordurosa e também reduzir o eventual consumo de álcool a um copo de vinho ou cerveja.

Fato interessante :

Estudos mostram que em qualquer dieta, a pessoa que a está seguindo precisa de um “dia de descanso” semanal sem obedecer a essa dieta.

Plano de refeições do domingo

Na primeira metade da manhã de domingo também pode comer o que quiser, desde que não ultrapasse o limite do consumo normal de calorias – pode tomar o café da manha e almoçar o que quiser. No entanto, no final da tarde se recomenda que reduza a ingestão de carboidratos simples.

Outra tarefa importante para sábado e domingo é proporcionar condições para a recuperação ideal do tecido muscular após o treinamento de força. Como ferramentas adicionais, a FitSeven recomenda a técnica da recuperação ativa e a massagem desportiva.

Cárdio leve

Na qualidade de primeira recuperação muscular, no final do domingo pode fazer um curto treino de cárdio, esvaziando assim os depósitos de glicogênio do músculo e preparando o corpo para a fase pobre em carboidratos da primeira metade da semana seguinte.

Como atividade adequada pode fazer 25 a 40 minutos de corrida lenta, natação ou qualquer outro esporte que lhe permita ficar a maior parte do tempo na faixa da batida cardíaca não acima dos 75-80% da frequência cardíaca máxima (140-150 batimentos por minuto).

Massagem desportiva

A principal vantagem da massagem desportiva é que ela melhora a circulação do sangue nos músculos, acelerando significativamente com isso a eliminação das diferentes toxinas e do ácido láctico que se  acumula naturalmente no músculo durante o treino de força.

Essa massagem melhora o fluxo de sangue, atuando positivamente na permeabilidade do tecido tanto em relação ao oxigênio, como aos nutrientes alimentares e , desse modo, aumenta a percentagem de absorção de proteínas. Entre outras coisas, a massagem relaxa a pessoa, reduzindo o nível de cortisol, o hormônio do estresse.

Repetição do ciclo

Na segunda-feira a dieta se repete, voltando para a fase de dieta rigorosa pobre em carboidratos. Se você fez bem a fase de carga da sexta-feira e a fase de recuperação do final de semana, então na segunda-feira já deverá sentir um certo aumento dos músculos.

Além disso, não deve sentir fome e os treinos da semana seguinte deve já ser mais fáceis, uma vez que o seu organismo irá se adaptar mais rapidamente ao trabalho em condição de insuficiência de calorias rápidas oriundas dos carboidratos e de reservas baixas de glicogênio nos músculos.

***

Esta dieta pode ser seguida apenas por pessoas absolutamente saudáveis ​​que não tenham contraindicações do seu médico. Em caso de qualquer dúvida relativamente à compatibilidade da dieta com o seu estado de saúde consulte um especialista.

Data da primeira edição:

  • 10 de fevereiro de 2014

Adicionar novo comentário: