CKD: fase cetogênica post image

CKD: fase cetogênica

A primeira fase da dieta cetogência cíclica (CKD) é a de maximização da queima de gordura. Combinação de alimentos pobres em carboidratos com treinos para ativar mais o metabolismo.

Por que as dietas convencionais não funcionam?

O metabolismo dos atletas profissionais se caracteriza pelo fato de suas células adiposas terem baixa sensibilidade à insulina. As calorias ingeridas vão para a construção de músculo e não para o tecido adiposo. Assim, quando fazem dieta, o corpo utiliza a energia da gordura e não a dos músculos.

Já as pessoas comuns têm uma maior sensibilidade do tecido adiposo à insulina, o que faz as calorias irem para a gordura e não para os músculos. Além disso, os níveis altos de cortisol fazem com que, em caso de dieta, o corpo retarde o metabolismo de forma significativa, agravando ainda mais a situação.

Particularidades genéticas

Especialistas acreditam que a sensibilidade dos tecidos à insulina e a porcentagem de proteína absorvida pelos músculos depende em cerca de 80% de fatores genéticos (principalmente do somatotipo). Os restantes 20% dependem da dieta e atividade física.

Uma dieta com predominância de hidratos de carbono e gorduras aumenta a sensibilidade do tecido adiposo à insulina, enquanto dieta de carboidratos complexos e com gorduras saudáveis vai reduzi-la​​. Exatamente como o treinamento de força com o esvaziamento das reservas energéticas do depósito.

Leptina e dieta cetogênica

O hormônio da leptina é o principal sinal a dizer ao cérebro que o corpo está com fome. Quando o corpo percebe que a ingestão de calorias é baixo, ele reestrutura o sistema hormonal, diminuindo o metabolismo e protegendo a sua mais importante fonte de energia – a gordura.

A dieta cetogênica (também conhecida por dieta keto) sem carboidratos contorna parcialmente este processo – ela não limita a ingestão de gordura, mantendo o nível de ácidos graxos livres no sangue elevado, o que desativa os mecanismos de “proteção” da gordura. Ao receber sinais de que a gordura já é suficiente, o corpo não tenta mais preservá-la.

Fato curioso:

A baixa sensibilidade do organismo à mudanças no nível de leptina garante um processo confortável durante toda a dieta, sem ataques de fome.

Malefícios da dieta cetogênica

Além do fato de não ter sido criada para uso contínuo e poder ser perigosa quando seguida por pessoas com doenças crônicas, a dieta keno não é de modo algum compatível com qualquer tipo de treinamento de força, uma vez que o principal combustível para o músculo são precisamente os carboidratos, que com ela deixam de estar disponíveis.

Mantendo todos os benefícios da dieta keto tradicional, a dieta keto cíclica tem mais uma vantagem adicional: ao queimar gordura, ela permite ao mesmo tempo ao organismo ir construindo tecido muscular. Como resultado, o efeito turbinado – os músculos aumentam de tamanho e ficam assim mais torneados e visíveis.

CKD: dieta cetogênica cíclica

No artigo introdutório nós dissemos que a dieta CKD pressupõe a conjunção de treinos para queima de gordura com uma dieta pobre em carboidratos na primeira metade da semana, com reforço da alimentação e dos treinos para a massa na segunda semana.

É importante notar que, apesar de nos primeiros dias as calorias diminuírem drasticamente, o seu consumo semanal permanece dentro da norma, equilibrando-se graças aos dias de carga. No entanto, os primeiros dias da dieta são os mais difíceis e exigem a combinação de dieta pobre com treino puxado.

Comer nos dias pobres em carboidratos

O consumo de calorias de segunda a quinta-feira deve ter valores em 15-20 % abaixo do normal e pode ser ficar entre as 1700-1400 calorias diárias. Na quinta-feira a maioria dessas calorias devem ser consumidas até 2 horas antes do treinamento de força para dar energia aos seus músculos.

No geral, o consumo das calorias dos carboidratos não deve ser mais do que 20% (geralmente cerca de 65-70 gr), ingestão de proteína – 2-3 gr por cada quilo de peso corporal. As restantes calorias deve vir da gordura. É importante consumir 5-6 gramas de ómega-3 por dia.

Treinamento de força

Os treinos da segunda e quarta-feira devem ser executados em um ritmo rápido, com 15-20 repetições de cada exercício, 10-12 séries de trabalho para cada grande divisão do corpo. Peso – 60% de 1MP, intervalo entre os exercícios – 1 minuto. O objetivo do treino é “tirar” o glicogênio dos músculos.

O melhor treino para a segunda-feira é o circuit taining reforçado com processos de queima de grodura. O treino da quarta já deverá ser menos puxado. Depois de cada sessão de treino é viável entre 30 a 60 minutos de cárdio em ritmo moderado, no entanto, não é obrigatório.

***

A primeira fase do da dieta keto cíclica CKD está em conformidade com as regras da dieta sem carboidratos da dieta keto tradicional e do treino direcionado para a “limpeza” dos estoques de glicogênio nos músculos. A próxima fase da CKD será direcionada para a ativação dos processos anabólicos nos músculos.

Data da primeira edição:

  • 27 de janeiro de 2014

Adicionar novo comentário: