Testosterona baixa: sintomas post image

Testosterona baixa: sintomas

Os sete sintomas mais importantes que indicam níveis reduzidos e deficiência de testosterona. Saiba por que os níveis deste hormônio diminuem tão rapidamente após os 30 anos.

1: Acima dos 45 anos

Depois de 40-45 anos, o corpo masculino começa a produzir menos testosterona e outros hormônios. A medicina denomina esse período de andropausa, fazendo uma analogia com a menopausa. No entanto, uma vez que o nível dos hormônios vai reduzindo gradualmente, muitos homens não se dão conta dessa diminuição.

Os níveis de testosterona começam a diminuir em 1-3% por ano após os 30-35 anos. Entre os 30 e os 50 anos, o corpo masculino reduz para metade a secreção do hormônio. É importante conhecer os sintomas de diminuição da testosterona para poder consultar o médico a tempo de fazer uma terapia adequada.

2: Redução da libido

O sintoma mais notado com a redução da testosterona é a diminuição da libido e menos vontade de fazer sexo. Nessa altura, os homens começam a ter mais dificuldade em conseguir ter e manter uma ereção e, além disso, fica mais difícil de alcançar a ejaculação e orgasmo.

Uma consequência direta disso é a falta de ereção matinal. Um homem saudável, com um bom nível de testosterona, tem esse tipo de ereção umas 3 a 4 vezes por semana. É importante compreender que as ereções noturnas estão associadas exclusivamente ao nível de hormonas e não ao conteúdo dos sonhos.

3: Volume de sêmen

Por si só, a testosterona não tem nenhum efeito sobre a ereção, ela afeta apenas o estado geral de excitação ao estimular os receptores no cérebro e obrigando-os a sintetizar óxido nítrico e, assim, dar início à ereção. No entanto, a testosterona afeta a quantidade e qualidade do esperma.

Quanto mais testosterona, mais líquido seminal o corpo produz. Se você notar uma diminuição no volume de ejaculação isso é sinal que seus níveis de testosterona baixaram. Os intervalos entre as ejaculações têm influência sobre a concentração de espermatozoides, mas não sobre o volume total do sêmen.

4: Perda de músculos e aumento da gordura

A testosterona é o hormônio mais importante para ganhar e manter massa muscular. A sua diminuição no organismo vai se manifestar na perda de massa muscular, na diminuição dos músculos principalmente dos braços, pernas e peito. Nesses casos, o treinamento de força geralmente não ajuda a recuperar a massa magra perdida.

Paralelamente, o corpo aumenta o nível de massa gorda: os genes responsáveis pela manutenção do nível de gordura são sensíveis à baixa quantidade de testosterona livre no sangue. Com isso, o aumento de gordura no corpo vai inibir ainda mais a secreção de testosterona.

5: Um mau humor e depressão

Níveis baixos de testosterona tornam o homem muito mais apático e indiferente ao mundo. Ele perde a capacidade de se focar em um objetivo específico, surge a sensação de pouca clareza, a motivação geral diminui e se desenvolvem estados de depressão.

Sem a testosterona, o cérebro masculino existe mas não funciona a 100%. É precisamente isso que faz com que aqueles que usam testosterona sintética (esteroides) voltem a tomá-la outra e outra vez, já que depois disso os níveis naturais de testosterona começam a parecer extremamente baixos ao cérebro.

6: Falta de agressão

É precisamente a testosterona que faz os homens entrarem em brigas e praticarem esportes radicais. Uma das causas mais frequentes de explosões súbitas de raiva é a liberação desse hormônio no sangue. Níveis baixos de testosterona diminuem bastante as fronteiras do caráter agressivo.

Se você percebe que o comportamento de gente bastante mal educada e rude já não lhe incomoda tanto e que você já não sente necessidade de ir competir pelo primeiro lugar, não justifique isso como experiência da idade. Muito provavelmente isso é nível reduzido de hormônios masculinos.

7: Sensações estranhas no corpo

Alterações nos níveis hormonais durante a andropausa, tal como acontece na menopausa feminina, provocam “ondas de calor” (hot flash), isso é, súbitas sensações de calor que surgem na cabeça e vão descendo por todo o corpo. Nessa altura a transpiração também aumenta.

Insônia, dificuldade em adormecer, mania de acordar mais cedo – tudo isto podem ser sintomas de diminuição da testosterona. É importante notar que junto às dificuldades em dormir surge a necessidade de mais testosterona, já que a pessoa simplesmente não consegue dormir o suficiente.

***

Apesar de que os níveis de testosterona nos homens começam a diminuir por volta dos 40-45 anos, a má alimentação e outros fatores podem desencadear uma diminuição precoce dos níveis do hormônio. Por isso, é importante reconhecer a diminuição da testosterona.

Fontes de informação:

  1. Low Testosterone Could Kill You, fonte
  2. Andropause, Wikipedia Article, fonte
  3. Semen, Wikipedia Article, fonte
  4. 9 Warning Signs of Low Testosterone, fonte
  5. Hot Flashes in Men, fonte

Data da primeira edição:

  • 20 de novembro de 2014

Adicionar novo comentário: