Sexo e músculos post image

Sexo e músculos

Com que frequência se deve fazer sexo e pode-se ou não fazer sexo antes do treino? Tudo sobre a influência do sexo e da masturbação nos indicativos de força e no crescimento muscular.

Sexo e músculos
2 / 1

Sexo e nível de testosterona

Não é segredo que o aumento da libido e o desejo sexual constante estão relacionados com o aumento do nível da testosterona. A testosterona, por sua vez, é o principal hormônio do crescimento muscular e se o seu nível no corpo for baixo, torna-se praticamente impossível bombar os músculos.

Tendo em conta que os esporte de força aumentam o nível da testosterona, isto leva ao aumento da atividade sexual, pelo que a ereção espontânea e o desejo sexual são indicadores diretos de um nível alto desse hormônio.

Por que a alimentação consegue ter mais influência no aumento nos níveis de testosterona do que o treinamento de força? Testosterona e nutrição.

Quantas vezes por semana é necessário sexo

Estudos da Zhejiang University, realizados em 28 estudantes, mostraram que na ausência de ejaculação, o nível de testosterona se mantém nos primeiros 6 dias, depois cai bruscamente no sétimo dia e vai diminuindo consideravelmente a cada dia seguinte(1).

Isso mostra que um organismo masculino saudável necessita de uma ejaculação semanal, por outras palavras, de sexo ou masturbação uma vez por semana. Caso não tenha essa ejaculação semanal, o nível de testosterona diminui e afetará negativamente tanto a saúde como os músculos.

Impacto da masturbação nos músculos

O nível alto de testosterona e o desejo sexual consequente sem a satisfação do mesmo levam ao aumento do cortisol – o hormônio do estresse responsável pela destruição dos músculos. O hormônio prolactina, secretado durante o sexo, trava esse processo.

Tendo em conta que a prolactina é liberada após o sexo ou o orgasmo, para o corpo é indiferente se atinge o orgasmo sozinho ou não. Ou seja, esta é mais uma prova de que a masturbação não só não é prejudicial, como é saudável.

Impacto de excesso de sexo sobre os músculos

O esperma possui bastante zinco, que o organismo perde a cada ejaculação. Visto o zinco ser necessário para a produção de testosterona, em caso de ingestão deficitária deste mineral, o hormônio masculino diminui.

Recomenda-se uma ingestão diária de 10 a 30 mg de zinco, depende da idade e do grau de atividade. Os farelos, o trigo integral ou as sementes de abóbora contêm grandes quantidades de zinco. Já o fígado bovino também tem, mas em menor quantidade.

Fazer ou não sexo antes do treino? – Eis a questão!

Como já dissemos, depois da atividade sexual o organismo masculino liberta prolactina e ocitocina, que têm um efeito relaxante sobre o corpo, melhoram o humor e diminuem a depressão, mas, infelizmente, diminuem também a libido e o nível de testosterona.

É exatamente por isso que não se recomenda fazer sexo ou se masturbar nas 4 ou 5 horas que antecedem a prática esportiva e principalmente que antecedem o treino de força. Moleza, relaxamento e baixa testosterona não são os melhores ajudantes.

Sexo depois do treino

Existem pesquisas científicas(2) que mostram que o organismo masculino necessita ejacular no período de uma hora após o término do treino. Segundo uma das teorias, isto ajuda a melhorar o sistema imunológico e acelera a recuperação.

Além disso, o nível de testosterona nesse momento está no seu máximo, o que afeta positivamente o desejo sexual, ou seja, tudo indica que o sexo tido depois o treino é o mais apaixonado e saudável.

Sexo ajuda a emagrecer?

Uma das perguntas mais frequentes relacionada com o sexo se refere às calorias queimadas na sua prática. Na realidade, a prática do sexo não gasta assim tantas calorias com pode parecer – mais ou menos 300 kcal por hora. E admitamos que contabilizar uma hora de sexo é ser bastante otimista.

Mas, como já falamos, o sexo tem um efeito positivo sobre os níveis hormonais do homem, principalmente na produção de testosterona, responsável pelo crescimento muscular e pela diminuição do tecido adiposo. Desse modo, o sexo pode ser de fato útil.

***

Estudos científicos mostram que basta uma semana sem sexo ou masturbação para se verificar um efeito negativo sobre o nível do hormônio sexual masculino – a testosterona. Por isso é importante ejacular ou chegar ao orgasmo pelo menos uma vez a cada sete dias.

Referências:

  1. Jiang M. Periodic changes in serum testosterone levels after ejaculation in men. Sheng Li Xue Bao 2002 Dec 25;54(6):535-8
  2. Xin J, Zou Q, Shen JW. A research on the relationship between ejaculation and serum testosterone level in men. J Zhejiang Univ Sci. 2003 Mar-Apr;4(2):236-40.
  • Reginaldo teodoro jul 6, 2016

    Melhor site de orientação. completo.

  • Jeovany Belarmino ago 4, 2016

    Obrigado pelas dicas e espero que haja efeitos por minha parte, porq na verdade eu praticava cojstantemente actividade sexual enquanto treinava.

  • Antonio Baptista Nzuanga out 24, 2016

    Gostaria de saber, como fica os homens que chegam a ser Padres Cristãos. Como ficam em toda esta Historia de Hormônios.Visto que eles, estão de fora do convício Sexual.

Adicionar novo comentário: