A fórmula do peso ideal post image

A fórmula do peso ideal

Por que razão não funciona a fórmula clássica do peso ideal "altura menos cem"? Qual a fórmula para calcular o peso e como determinar o nível de gordura no corpo.

[kkstarratings]

Será que a fórmula “tamanho menos cem” funciona?

Quase todas as pessoas que praticam esporte, não importa se o fazem para criar músculo ou se estão tentando perder peso, avaliam o progresso do seu treinamento exclusivamente através das alterações do seu peso, ficando felizes ou tristes com o aumento de 100 gramas.

Além disso, muita gente acreditando que a fórmula do peso ideal é igual à sua altura expressa em centímetros menos cem, e com base nisto tenta fazer o seu peso chegar ao que acha ser o “valor perfeito”. Infelizmente, as coisas não são tão simples assim e o número indicado na balança é um pouco enganador.

A fórmula do peso ideal segundo Lorentz

A fórmula “altura menos cem” para determinar o peso ideal foi proposta em 1850 pelo cientista francês Paul Broca. É curioso notar que até mesmo ele, em seus trabalhos posteriores, viria a admitir que esta fórmula não é universal e que é válida apenas para pessoas com altura inferior a 165 centímetros.

A fórmula de Lorentz é a versão corrigida da fórmula de Broca e é feita com cálculos semelhantes: (altura menos 100) – (altura menos 150) / 2. Esta fórmula também tem algumas limitações e é válida somente para as pessoas abaixo dos 40 anos.

Índice de massa corporal (fórmula de Quetelet)

O índice de massa corporal, que nos permite avaliar, por cálculo aproximado e indireto, se o peso de uma pessoa é insuficiente, normal ou excessivo, foi obtido experimentalmente pelo cientista belga Adolphe Quetelet em 1869.

O índice de massa corporal é calculado dividindo o peso em quilos pelo quadrado da altura em metros (IMC = m/h2). Segundo este autor, um IMC abaixo de 18 indica déficit de massa corporal, entre os 18 e os 25 é normal, entre 25 e 30 já é considerado excesso de peso e um valor superior a 30 significa obesidade(1).

Veja também:

Como calcular a necessidade diária de calorias de acordo com o seu idade, peso e nível de atividade física. Recomendação diária de consumo.

Crítica ao IMC e à fórmula de Lorentz

Ao longo dos 160 anos que se passaram desde a criação destas fórmulas, a ciência avançou muito e atualmente já nenhuma delas, mesmo em variantes modificadas, é usada por nutricionistas profissionais para identificar insuficiência ou excesso de peso corporal.

Mesmo ignorando o fato de estas fórmulas não indicarem o excesso de peso, mas constatarem apenas a existência de distrofia ou obesidade, elas simplesmente não funcionam. O IMC constatou obesidade em apenas 36% dos homens realmente obesos e em apenas 49% das mulheres(1).

Por que estas fórmulas não funcionam?

Você está se enganando a si mesmo duas vezes, primeiro calculando o peso ideal através de uma fórmula ultrapassada (mesmo que use o “avançado” IMC) e depois tentando manter o seu peso próximo deste valor, esquecendo que ± 1 kg durante o dia é norma fisiológica.

Na verdade, não existe nenhuma fórmula de peso ideal pois tudo depende do que compõe este peso. O tecido adiposo é duas vezes mais leve que os músculos e um homem com 175 cm de altura e 75 kg de peso pode ser tanto um atleta bem sarado como um indivíduo gordo.

Nível de gordura no organismo

Na maioria dos casos, a expressão “excesso de peso” significa “excesso de gordura”, por isso é importante saber exatamente quanto de gordura tem em seu corpo. O indicador para medir este nível é a relação percentual do peso da gordura em relação ao peso total do corpo.

Acredita-se que os homens com constituição atlética têm entre 6 a 13% de gordura, o valor médio varia entre os 18 e os 24%, enquanto que obeso será considerado aquele que tenha este valor acima dos 25%(2). Os tão desejados ‘tanquinhos’ no abdômen surgem com um nível de gordura corporal inferior a 8 ou 9%.

Como descobrir o nível de gordura

Se você quer entender se está acima do peso ou não e, em seguida, avaliar a eficácia do seu programa de treinamento, a FitSeven não lhe recomendar usar fórmulas do século XIX. O melhor mesmo é controlar o nível de gordura no corpo e fazer medições corporais periódicas.

Para medir o nível de gordura existem métodos diretos (imersão do corpo em um banho especial) e menos precisos. Estes últimos incluem a medição da espessura das pregas de gordura com paquímetro, bem como através de método eletrônico.

***

É errado usar a fórmula já ultrapassada da “altura menos cem” para avaliação do sucesso do treinamento exclusivamente pelo peso indicado na balança. É muito mais aconselhável fazer medições corporais periódicas e monitorar o nível de gordura no corpo.

Referências:

  1. Body Mass Index, Wikipedia, source
  2. Body fat percentage, Wikipedia, source

Data da primeira edição:

  • 16 de abril de 2013

Adicionar novo comentário: