Como ganhar um corpo legal? post image

Como ganhar um corpo legal?

Por que os músculos não são indicador de saúde e por que o corpo tende a ganhar gordura e não massa muscular? É verdade que no passado as pessoas se pareciam com o Tarzan ou o Conan?

Como treinam o Conan e o Tarzan?

Tanto o cinema moderno como o clássico têm distorcido seriamente a nossa noção de como eram as pessoas alguns séculos atrás. Acreditamos que no passado os homens tinham corpos sarados e musculosos porque passavam o tempo correndo e lutando.

Quando pensamos no físico masculino tradicional surge-nos muitas vezes a imagem de homens com corpos de Tarzan ou Conan, isto é, atletas bombados com dentes brancos, pele perfeita e sem pelos no peito. Mas mesmo esta frase já desmascara o evidente absurdo desta ideia.

Como bombar os músculos e queimar gordura?

Infelizmente, temos já muito enraizada a ideia de que o natural é ter um corpo musculoso e sarado e de que precisamente esse deve ser o físico de um homem saudável. Note que se fala precisamente da combinação de músculo e peito trincado, de um homem sarado e sem gordura.

É em nome deste corpo ideal, aceito como o corpo mais natural do “guerreiro” ou do “caçador”, que se comete a maior parte dos erros de treinamento. A verdade amarga é que o homem nunca teve o físico que tem agora.

Metabolismo tradicional

O metabolismo do ser humano foi se formando ao longo de milhares de anos sob a influência do modo tradicional de vida e do meio ambiente. É óbvio que os europeus, tendo que combater um inverno com acesso limitado a alimentos, ou passavam fome ou reduzir significativamente a quantidade de alimento.

Apenas alguns séculos atrás o excesso de peso não era de modo algum tido como um problema, pelo contrário, ele era visto como uma vantagem: um homem magro conseguiria sobreviver sem comida por várias semanas, enquanto que um homem gordo viveria muitos meses. E estamos falando aqui de gordura pura e não de músculo.

Por que os músculos não são necessários ao organismo?

A fabricação do tecido muscular requer uma grande quantidade de energia e nutrientes, além de que a sua posterior manutenção também exige mais energia. O problema é que o músculo devolve ao organismo apenas duas vezes e meia menos energia do que o tecido adiposo.

O tecido muscular excedente é inconveniente para o corpo. Seria ingênuo pensar que as pessoas precisavam de força para arrastar as pedras. Ao invés de grande e pesado, o ser humano tinha que ser rápido e inteligente. A verdade é que bíceps grandes atrapalham na pontaria do dardo.

Por o corpo dos africanos e dos mulatos são diferentes?

Foi com base nestes dois fatos – que para o corpo o importante é armazenar gordura e de que ele não necessita de músculos – que se formou o metabolismo. De fato, as pessoas magras e musculosas simplesmente não teriam sobrevivido ao frio inverno europeu e, em particular, ao longo inverno russo.

Já outros climas formaram outro metabolismo e outros tipos físicos: os povos africanos e os povos das civilizações pré-colombianas que habitaram desde sempre as regiões quentes da América do Sul não necessitavam de armazenar gordura e isso influenciou o seu aspeto físico.

Magreza não é sinal de saúde

Para o europeu, o baixo teor de gordura subcutânea é sinal de que chegou um período de fome e que é necessário entrar em regime de sobrevivência. A primeira coisa que o corpo faz nesta situação é limitar a libido, afinal, que crianças podem vir ao mundo se não há o que comer?

Apenas a ingestão de medicamentos especiais permitem “enganar” o corpo e desativar os mecanismos de defesa que visam a sobrevivência. Durante séculos e milênios nunca as pessoas fizeram dietas ou tentaram se livrar da gordura para ficar com uma “barriga lisa”.

Como treinam os atletas?

Se levarmos em conta o que foi dito acima, então os europeus que ganham músculo com facilidade mas que não são capazes de acumular gordura são uma espécie de desvio genético. Daqui se conclui que a maioria dos modelos são pessoas com a herança genética alterada.

Além disso, não tente comparar-se com os atletas: eles têm o corpo que têm porque praticam de uma certa maneira, porque têm, à partida, características genéticas diferentes e o seu corpo não se parece com os das pessoas comuns.

***

Quando estiver trabalhando os músculos e moldando um corpo sarado, lembre-se de que este estado não é natural para o corpo e que, no fundo, você está lutando contra sua fisiologia natural. É por isso que coisas “não-naturais”, como os suplementos alimentares, se tornam simplesmente uma necessidade.

Leia mais:

Data da primeira edição:

  • 8 de maio de 2013

Adicionar novo comentário: