Treino para queimar gordura post image

Treino para queimar gordura

Você se esforça para queimar a gordura abdominal? Guia sobre os tipos de treino mais eficazes para emagrecer e livrar-se rapidamente da gordura em lugares problemáticos.

[kkstarratings]

O segredo do abdômen definido

A boa notícia é que todas as pessoas tem músculos abdominais: sem dúvida, na maioria dos casos, estes estão cobertos por gordura subcutânea. Em seus esforços para marcar o abdomen, as pessoas fazem dietas exageradas e exercem rotinas com o objetivo de eliminar gordura e incluem numerosos exercícios abdominais.

Este método é inapropriado. Qualquer treino que se realize com o objetivo de queimar gordura só será eficaz se for combinado com hábitos alimentares adequados, os quais devem ao mesmo tempo garantir ao organismo a energia e carboidratos suficientes para executar suas rotinas.

Como escolher um queimador de gordura eficaz. Ranking da FitSeven dos melhores queimadores de gordura.

Exercícios para eliminar gordura abdominal

Os exercícios abdominais não são capazes de queimar gordura abdominal; o único método para eliminar a gordura localizada é a lipoaspiração. Qualquer rotina faz com que os depósitos de gordura sejam utilizados como fonte de energia homogeneamente em todo o organismo. Lamentavelmente, a gordura abdominal é a última a ser usada.

Em si, o gasto energético ao fazer exercícios abdominais é mínimo; assim mesmo, praticamente não se necessita de energia (calorias) durante o processo de recuperação depois de fazer estes exercícios. Foi calculado que se necessitaria executar 500.000 abdominais para queimar 1 kg de gordura, quantidade quase impossível de alcançar.

Dieta para o abdômen perfeito

Fazer a dieta própria de um esportista com abundância de vegetais é o mais importante para esculpir um corpo atlético e queimar gordura. Os maus hábitos alimentícios impedem que os mais intensivos treinos deem os resultados esperados. Recorde que uma lata de bebida gasosa doce contém as calorias que se gastam ao correr 4km.

Sem dúvida, seguir parcialmente certas recomendações, como “não comer comidas gordurosas” ou “não comer depois das 6pm” não terá os resultados esperados. As gorduras são fundamentais para o metabolismo e a produção de hormônios; assim mesmo, a soma total de calorias durante o dia é mais importante que o número e hora das comidas ingeridas.

O metabolismo e a comida

O consumo regular de carboidratos simples (açúcar, doces) causa transtornos no metabolismo e provoca sobrepeso e acumulação de gordura em lugares problemáticos. Se o seu objetivo é emagrecer, o mais importante é começar por prestar atenção no índice glicêmico dos alimentos e carboidratos que consome.

O segundo passo mais importante é que não se deve diminuir abruptamente as porções nem fazer dietas exageradas. Quanto menos comer, mais lentamente o metabolismo responde e mais cuidadoso (e receoso) ele corresponde na hora de gastar seus depósitos de gordura. Para acelerar o metabolismo, você deve comer mais, porém melhor.

O exercício e a queima de gordura

Os treinos devem ser, não um método para queimar calorias adicionais ou eliminar gordura em um momento determinado, sendo um mecanismo para reestruturar o metabolismo e otimizar a produção de hormônios que propiciam a queima de gorduras (a testosterona em primeiro lugar, o hormônio de crescimento).

Mais importante que realizar exercícios concretos ao treinar, é ter em conta que deve se exercitar com regularidade e paulatinamente aumentar a intensidade das rotinas. Você deve otimizar seu metabolismo e acostumá-lo a um estilo de vida ativo: só isso permitirá, não só emagrecer e eliminar gordura, como também manter-se em forma.

As melhores rotinas para emagrecer

1. Treino em circuitos. Executar variados exercícios poliarticulares com peso moderado e com mínimo tempo de pausa entre séries leva a que o organismo envie grandes quantidade de hormônio de crescimento ao sangue, o qual de forma figurativa desintegra os depósitos de gorduras.

2. Programa básico. Rotinas curtas (mais muito intensas) com exercícios básicos aumentam o consumo diário de oxigênio em 20-30%, fenômeno que acelera o metabolismo e os processos de queima de gordura. A vantagem é que este tipo de treino é mais efetivo para agregar aumento na massa muscular.

3. Cardio com intervalos de alta intensidade HIIT. Se troca-se a velocidade ao correr ou pedalar se gastam mais calorias. Deve-se começar com ritmo moderado durante um minuto, logo depois correr rapidamente no minuto seguinte para posteriormente caminhar mais um minuto. Deste modo, o corpo não se adapta nem resista à nenhuma das cargas.

4. Cardio com o estômago vazio. Fazer cardio de baixa intensidade durante um longo tempo durante as manhãs, quando ainda o estômago está vazio, leva à produção de adrenalina e outros hormônios capazes de queimar gorduras. A desvantagem deste treino é o risco de desmaio devido aos baixos níveis de glicose no sangue.

***

É importe ter em mente que os treinos não são um mecanismo para queimar calorias, sendo um método para otimizar e atacar o funcionamento do metabolismo. Seguir uma dieta própria de esportistas é fundamental; sem dúvida, é necessário aprender a alimentar-se corretamente e não somente comer porções menores.

Adicionar novo comentário: