Exercícios para perder barriga post image

Exercícios para perder barriga

O principal mito do musculação é a questão da perda de excesso de peso com exercício físico. Tudo sobre como esse mito surgiu e porque não existem exercícios para emagrecer.

É preciso se movimentar para emagrecer?

É surpreendente, mas a ideia de que o exercício físico queimaria calorias (e, portanto, gordura) apareceu em os EUA apenas no início da década de 1960. Até essa altura, os médicos e os cientistas estavam convencidos de que o exercício, pelo contrário, dificultaria o processo de emagrecimento.

Em 1932, Russell Wilder, um dos principais especialistas no tratamento de problemas de obesidade, afirmava que seus pacientes se livravam mais rapidamente do excesso de peso levando uma vida sedentária e não se envolvendo em “atividades físicas não usuais”(1).

Exercício ou dieta

Em 1942, o professor Louis Newburgh, da Universidade do Michigan, descobriu que um homem de 120 kg queima calorias 3 kcal subindo um lance de escadas. A conclusão do cientista foi óbvia: para queimar as calorias que ganhou ao comer uma fatia de pão, você precisaria de subir 20 lances de escadas(1).

Além disso, muitos especialistas daquela época associavam indubitavelmente o aumento inesperado da atividade física com o aumento brusco do apetite — quanto mais energia as pessoas gastam, mais rápido os seus corpos procuram compensar essa energia.

O fitness queima ou não gordura?

A filosofia de que o exercício queima gordura e o sedentarismo provoca obesidade foi popularizada por Jean Mayer, um cientista franco-americana, autor de diversos livros e trabalhos publicados em jornais de grande circulação.

Os títulos de Mayer impressionam por sua seriedade: Professor da Harvard School of Public Health, principal consultor e palestrante fixo da Organização Mundial da Saúde e UNICEF, consultor para as questões da saúde de vários Presidentes dos EUA(2).

Estilo de vida e constituição corporal

Com base em estudos pessoais feitos sobre um grupo de 32 pessoas, Meyer descobriu que as meninas escuteiras mais ativas eram geralmente mais magras do que as menos ativas. A partir dessa observação ele chegou à conclusão global de que quando mais uma pessoa se move, mais magra ela fica.

No entanto, a teoria de Mayer não levava em conta a genética do indivíduo nem seus hábitos alimentares. Os endomorfos ‘cheinhos’ por natureza tendem a ter um estilo de vida mais calmo, enquanto os ectomorfos estão constantemente procurando movimento. É também óbvio que a ingestão calórica excessiva afeta diretamente o peso corporal.

Exercícios aeróbicos e queima de gordura

O termo “aeróbica” foi proposto pelo Dr. Kenneth H. Cooper, em seu livro com o mesmo nome “Aeróbica”, publicado em os EUA em 1968. Cooper denominava de aeróbico todo aquele exercício realizado para melhorar o sistema cardiovascular(3).

Apesar de o livro descrever o efeito da atividade aeróbica regular (corrida, caminhada rápida, natação e assim por diante) na melhoria das características físicas do corpo e do volume pulmonar, o autor não chegou a fazer nenhuma relação clara entre o exercício e a perda de peso.

Aeróbica com Jane Fonda

Em 1982, a atriz Jane Fonda lançou o curso Jane Fonda’s Workout, que combinava o conceito do termo “aeróbica” com o “programa de dança de grupo”. O curso lançado em vídeo foi o líder de vendas por vários anos. No total foram vendidas mais de 17 milhões de cópias(4).

Embora estes e outros programas similares indiquem geralmente que o efeito é conseguido com exercícios regulares e observância de uma dieta, a maioria das pessoas ignora esta observação, acabando por assimilar que apenas o exercício, sem qualquer influência da comida, permite queimar gordura.

Treino para perder peso: a verdade

Cerca de 75% das calorias queimadas pelo organismo resultam do metabolismo e não estão relacionadas com atividade física. No seu total, a atividade física consegue ser responsável por 25-30% do consumo de energia e 30 minutos de exercício, em princípio, não são capazes de alterar significativamente esse número.

Reduzir a ingestão de calorias em 15% (300 kcal, duas latas de Coca-Cola ou um Snickers) é equivalente a uma corrida de 30 minutos a uma velocidade de 10 km/h ou a uma hora de ativa prática aeróbica(5). Na verdade, saber rejeitar calorias inúteis é bem mais importante do que encontrar exercícios para emagrecer.

***

Apesar de a aeróbica, a natação, a corrida e outras atividades físicas do gênero melhorarem a resistência e tornarem o corpo mais saudável, a ideia de que o exercício influencia o processo de perda de peso é, na maioria das vezes, entendido de modo errado.

Fontes:

  1. The Scientist and the Stairmaster, fonte
  2. Jean Mayer, Wikipedia Article, fonte
  3. Kenneth H. Cooper, Wikipedia Article, fonte
  4. Jane Fonda, Wikipedia Article, fonte
  5. Calories Burned During Exercise, fonte

Data da primeira edição:

  • 12 de maio de 2014

Adicionar novo comentário: