Como não engordar post image

Como não engordar

Antes de entrar na luta contra o excesso de peso é importante entender por quê e como o excesso de gordura se armazena no nosso corpo a fim de evitar que ela apareça de novo.

1: Estilo de vida sedentário

É importante entender que o estilo de vida sedentário e o estilo de vida pouco ativo são a mesma coisa. Mesmo que você pratique esporte duas ou três vezes por semana, mas depois fique o resto do tempo sentado no caminho para o trabalho, no escritório e no caminho de volta para casa, você acaba se movendo muito pouco.

O corpo necessita de atividade física não para “queimar calorias”, mas para ter saúde, no sentido mais amplo da palavra. Os treinamentos de força aumentam a sua resistência, a corrida normaliza os níveis de açúcar no sangue e as caminhadas regulares melhoram a postura.

2: Hábitos alimentares

Muitas vezes, os hábitos alimentares aprendidos em família acabam tendo maior impacto sobre a pessoa do que a genética. Se você está acostumado a começar o dia com um café da manhã com doces e terminar a noite com um jantar bem pesado com três pratos e sobremesa, então você vai engordar.

E não vale a pena dizer “na nossa família são todos grandes” para culpar a genética pelo seu desconhecimento das regras básicas da alimentação saudável. Lembre-se que a quantidade e qualidade dos alimentos consumidos são muito mais importantes para a formação de um corpo saudável do que os exercícios.

3: Açúcar

Se tivermos que escolher qual o produto alimentar mais prejudicial para a forma física e para a saúde, podemos certamente dizer que é o açúcar. Há estudos que comprovam que ele é a causa da epidemia da obesidade e do diabetes mellitus tipo 2.

E, ao que tudo indica, os substitutos do açúcar são capazes de ser ainda mais maléficos ao organismo, começando pelos adoçantes xilitol e sorbitol e terminando com a frutose “natural” e o açúcar de stevia. O melhor mesmo é pôr completamente de lado os adoçantes artificiais.

4: O medo da gordura

Se você acredita que o consumo de gordura com a comida leva à acumulação de gordura subcutânea, então está precisando rever seus conceitos. As pessoas que optam por dietas ricas em gordura mas pobres em carboidratos perdem peso, enquanto aqueles que se privam de gordura mas continuam consumindo carboidratos vão engordar.

Além disso, é preciso saber quais as gorduras e as quantidades que devemos considerar ruins e quais as que devemos considerar boas. Por exemplo, a margarina e a gordura trans contida nela é bem mais prejudicial do que a gordura da manteiga convencional, enquanto o consumo de azeite de oliva não leva à acumulação de gordura.

5: Crenças e mitos

Você concorda que, se você comer um bolo inteiro pela manhã e tentar se convencer de que as “calorias matinais queimam mais rápido e não criam acúmulos no corpo”, então você está de algum jeito se iludindo. O mesmo se aplica às regras de “não comer depois das seis” e de comer várias doses pequenas ao longo do dia.

É preciso entender que o importante não é a frequência ou sequência com que você ingere alimento, mas o quanto você come. Teoricamente, uma refeição por dia antes de dormir pode ser mais útil do que refeições feitas ao longo do dia — tudo vai depender do que você comeu.

6: Crença no suplemento mágico

Na continuação das crenças e mitos alimentares vem a crença de que é possível comer o que se quiser sem fazer qualquer tipo de atividade física para emagrecer, bastando para isso tomar aquela ‘pílula mágica’ que vai mudar tudo e tornar o seu corpo sarado e atlético de uma só vez.

Existe toda uma indústria produzindo centenas de diferentes suplementos “para emagrecer”, sendo que eles, ora não funcionam de todo, ora funcionam mas trazem com eles consequências que podem ser devastadoras para a sua saúde. Não tente enganar a si mesmo e não acredite em magia.

7: Fé nas dietas

Um dos principais erros de quem quer perder peso é tentar conseguir resultados rápidos recorrendo à força de vontade, para depois voltar ao ritmo normal de vida. Para a perda de alguns odiosos quilos as pessoas estão dispostas a passar fome e a se desgastar em corridas, mas não estão dispostas simplesmente a se alimentar bem.

É curioso notar que a palavra grega diaita significava originalmente “ordem” ou “modo de vida”e de modo algum era uma lista de alimentos autorizados e recomendações de proteínas e carboidratos. Se quer perder peso e ficar em forma você não precisa de fazer dieta, simplesmente precisa de uma mudança no seu estilo de vida.

***

Quando estiver tentando perder peso lembre-se sempre de que você está indo ao encontro da sua genética, já que o ser humano não nasceu para ser gordo. No entanto, para conseguir se livrar do excesso de peso, você vai ter que repensar os seus hábitos alimentares e o nível de atividade física para a vida toda.

Data da primeira edição:

  • 10 de outubro de 2014

Adicionar novo comentário: