Por que a gordura é útil? post image

Por que a gordura é útil?

Tudo o que precisa saber sobre a razão pela qual a gordura alimentar e o colesterol são bons para a saúde, ao mesmo tempo que as dietas pobres em gordura estimulam a obesidade.

Alimentos livres de gordura: o engano do século

A interpretação errada dos estudos levou a que gerações inteiras de pessoas estejam firmemente convencidas de que o colesterol é o ingrediente mais nocivo da comida gorda. A opinião pública criou um relacionamento direto entre o consumo do colesterol e o ataque cardíaco.

Os fabricantes de alimentos começaram a usar essa tendência popular para escreverem nas embalagens da comida “não contém colesterol” e “0% de gordura”, tornando desse modo o seu produto saudável aos olhos do consumidor. No entanto, a realidade é inversa a esta ideia.

O que é colesterol?

Pertencente à classe dos álcoois graxos, o colesterol se encontra nas membranas celulares de todos os organismos vivos. A função principal do colesterol no metabolismo é processar a vitamina D e toda uma série de hormonas esteroides (cortisol, testosterona nos homens e estrogênio nas mulheres).

O colesterol é um importante componente do sistema imunitário que participa na regulação da permeabilidade celular e reduz o efeito nocivo da exposição das células vermelhas do sangue à ação de várias toxinas. Alguns estudos indicam que o colesterol é também antioxidante(1).

Por que aumenta o nível do colesterol?

É importante lembrar que 80% do colesterol existente no organismo de um indivíduo saudável é sintetizado pelo próprio corpo humano e que apenas 20% é fornecido pelo alimento(1). Aquilo que aumenta o nível do “mau colesterol” não é o fator externo (os alimentos), mas sim o interno (o estilo de vida).

Fumar, excesso de peso, falta de atividade física, doenças crônicas (diabetes, deficiência de hormônio da tireoide, etc.), excesso de carboidratos simples na dieta – são estes os principais fatores que aumentam o colesterol.

Os alimentos gordos são de fato nocivos?

O nível do colesterol é uma espécie de indicador de estilo de vida saudável do indivíduo. A tentativa de redução do nível desta substância através da ingestão limitada de alimentos gordurosos, não só não traz o resultado desejado, como muitas vezes pode piorar a situação.

Os alimentos com baixo teor de gordura (alimentos magros) contêm muitas vezes grandes quantidades de hidratos de carbono simples e conservantes – ou seja, aquilo que apenas aumenta o nível do colesterol ruim. Além disso, a insuficiência de gordura na dieta prejudica gravemente o sistema imunitário e a saúde em geral.

De quanta gordura precisa uma pessoa?

Os nutricionistas de hoje acreditam que uma dieta humana saudável deve ter 25-30% de gordura, cerca de um quarto da qual deve ser de gordura animal(2). Os homens precisam de cerca de 70-100 gramas de gordura por dia, as mulheres – 50-80 g.

Com isso, um consumo menor de gordura (de modo geral e, em particular, de gordura animal) não está associado com a perda de peso, mas com o seu aumento. O metabolismo humano de uma pessoa que esteja seguindo uma dieta pobre em gordura se deteriora significativamente, causando obesidade.

Comer gordura faz engordar?

Em primeiro lugar, alimentos gordurosos provocam saciedade, bloqueando excessos alimentares. Em segundo lugar, a gordura, diferentemente dos hidratos de carbono, não leva ao aumento no nível de insulina no sangue – o nível reduzido de insulina, por sua vez, dificulta a conversão da energia trazida pelos alimentos em reservas de gordura.

No entanto, a ingestão de gordura juntamente com carboidratos de alto índice glicêmico (farináceos, açúcar, sucos, refrigerantes) leva, de fato, a que o organismo converta a gordura da comida em gordura subcutânea. A ideia dos malefícios da gordura se baseia, provavelmente, neste fato.

Dietas ricas em gordura

Os nutricionistas afirmam cada vez com maior frequência que as dietas ricas em gordura (incluindo a dieta cetogência) são mais saudáveis do que as dietas com elevados níveis de hidratos de carbono. As pessoas que seguem uma dieta rica em gordura não só perdem peso mais depressa, como não vão ganhá-lo de volta.

Nota importante: o mais importante sempre é cumprir a quantidade calórica diária. A ingestão acima da norma diária de alimentos gordos é, sem dúvida alguma, prejudicial para a saúde. Além disso, é importante equilibrar vários tipos de gorduras (especialmente ômega-3 e ômega-6).

***

A norma de ingestão de gordura para uma pessoa saudável é de 50 a 100 gramas por dia. Rejeitar ‘alimentos gordos’ e consumir exclusivamente produtos dietéticos ‘magros’ é nocivo para a saúde e provoca obesidade. Uma dieta baseada na restrição de carboidratos dá melhores resultados na perda de peso.

Fontes:

  1. Cholesterol, Wikipedia Article, fonte
  2. How much fat should I eat?, fonte

Data da primeira edição:

  • 25 de julho de 2014

Adicionar novo comentário: