Post image for Como perder barriga: parte I

Como perder barriga: parte I


in Como perder barriga

Primeiro passo: se livrar da gordura visceral que reveste os órgãos internos e da barriga saliente. Regras eficazes de treinamento e recomendações referentes à alimentação e suplementos.

Como diminuir a barriga?

No material introdutório, a FitSeven explicou que a gordura no organismo do indivíduo adulto não é toda igual e pode ser dividida basicamente em três tipos diferentes: gordura visceral; gordura subcutânea e gordura localizada (que é definida pelo sexo do indivíduo).

Cada um destes tipos exige a sua estratégia própria de combate e hoje falaremos sobre como se livrar da gordura que reveste os órgãos internos. Esse artigo será particularmente útil àqueles que não apenas buscam “modelar o corpo” mas que sofrem de fato com o excesso de peso.

O que é a gordura visceral?

Muito frequentemente, a causa de aparecimento de gordura visceral é banal: estilo de vida sedentário e uma alimentação altamente calórica. A gordura visceral se acumula primeiramente na parte interior do abdômen, o que acaba empurrando a barriga para fora.

As pessoas com muita gordura visceral sofrem geralmente de obesidade e de todas as consequências negativas que daí advém para a saúde: nos homens diminui o nível de testosterona, aumenta o risco de ataque cardíaco e de muitas outras doenças.

Como se livrar da gordura visceral?

A perda de gordura visceral muda completamente uma pessoa: os amigos e conhecidos logo notam que ela começou a praticar esportes, uma vez que a mudança é tão evidente. Surge uma sensação de leveza e a pessoa se sente como se estivesse muito mais saudável.

Felizmente, perder até 15% de gordura corporal não é tão difícil assim: valores acima deste são de fato excesso de peso e, por sua própria natureza, o corpo tenta se livrar dela o mais rápido possível. Você só precisa dar uma ajudinha.

Fisiologia da perda de gordura

As reservas de gordura visceral que se formam na falta de exercício físico destacam-se por seu reduzido número de capilares. Na essência, estamos falando de um peso morto que o corpo não usa no metabolismo energética; a tarefa do treino é, precisamente, reensinar o corpo.

Com exercícios aeróbicos de média intensidade há uma melhora na circulação no tecido adiposo, o corpo começa a utilizar a gordura como fonte de energia, o que leva a uma queima gradual dessa gordura. E com o passar do tempo os resultados vão sendo mais rápidos.

Treino para pessoas com sobrepeso

A corrida é altamente contraindicada a pessoas com mais de 80 kg: em primeiro lugar, se você não sabe correr direito e pousa o pé com o calcanhar, acaba criando pressão nos joelhos, o que pode levar a lesões; em segundo, você irá aumentar a batida cardíaca acima do recomendável.

Para pessoas não habituadas a malhar, treinar na zona vermelha (mais que 90% da FCmax) pode causar problemas no coração ou mesmo levar a parada cardíaca. Para medir as batidas durante o treino utilize obrigatoriamente um monitor cardíaco ou os sensores instalados nos aparelhos e treino.

Precisa mesmo de correr para emagrecer?

Quando escolher um exercício aeróbico, lembre-se que deve executá-lo na zona de 60-80% da Fcmax. Para pessoas sedentárias isto significa geralmente uma caminhada rápida ou um treino no elíptico. Corrida ou natação disparam a frequência cardíaca e isso é contraindicado para você.

Faça semanalmente entre de 2 a 4 treinos de 45-60 min. Abdominais ou treinos de força não lhe ajudarão a emagrecer, mas se tem medo de perder músculos, faça um programa de treinos completo uma vez por semana, mas em dia que não malhe no cárdio.

Dieta para perder peso

Nesta etapa é importante não tentar cortar drasticamente a alimentação ou passar fome, basta que siga a norma calórica diária, que corte no fast-food e doces, que aumente a quantidade de comida saudável no prato e que não coma nunca além da conta.

Se lembre que você está no começo de uma jornada atrás de um corpo elegante e sarado e, por isso, antes de mais, precisa ensinar o seu corpo a emagrecer. Passos radicais costumam ser difíceis demais, logo se perde a motivação e termina a garra de emagrecer.

***

Se livrar da barriga saliente e da gordura visceral não é assim tão difícil: basta ter um controle básico sobre o que come, assim como se exercitar em cárdio de baixa intensidade algumas vezes por semana. O principal é não ter pressa e se mentalizar que vai obter resultados graduais.

Leia mais:

Data da primeira edição:

  • 14 de janeiro de 2013

Este artigo em outros idiomas:

Material utilizado:

  • © 2010-2014 FitSeven Network. Todos os direitos desta publicação pertencem à FitSeven, Lda. É proibido reproduzir este material em qualquer idioma sem a devida autorização prévia por escrito. A utilização da ilustração é feita com acordo do banco de imagens Shutterstock.